Make your own free website on Tripod.com

DEFESA DA VERDADE: Porque o Dragão Persegue a Mulher?

 

Apoc 12 – a Mulher e o Dragão

 

by J.Leria

 

Apoc 12:1 -  E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça...

 

Conhecendo a Simbologia: Vamos analisar Apoc 12:1-17, verso a verso:

 

vs 1 – Grande Sinal: Indicando eventos vindouros.

MULHER: ...visto que vos tenho preparado para vos apresentar como virgem pura a um só esposo, que é Cristo. (II Cor 11:2) – Portanto esta Mulher representa a igreja pura (& Isa 54:5e6; Jer 6:2) em contraste com a igreja desvirtuada de Apoc. 17:4.

VESTIDA DE SOL: A glória de Deus – Apoc 22:5 vemos o sol que é Cristo!

LUA: Em Heb 10:1 temos que a Lua representa as Leis cerimoniais que apontavam para o sacrifício de Cristo na cruz. Portanto – as leis cerimoniais - apenas refletem uma luz maior (sombras), o Sol.

Coroa DE 12 ESTRELAS:  Já que a igreja de Cristo ocorre no Novo Testamento, seriam os 12 apóstolos e não as 12 tribos de Israel (patriarcas)...

 

vs 2 – GRÁVIDA: A igreja é apresentada no tempo em que o Messias estava prestes a nascer. Alguns vêem nisso Isa 7:14. Para a figura de uma mulher dando a luz ver: Isa 26:17; 66:7,8. Convém lembrarmos que a Igreja foi criada sem mácula ou pecado (Adão e Eva – a família original, cujo sacerdote era Adão: Efe 5:23); porém foram seduzidos a seguirem “outras doutrinas”. Foram expulsos do paraíso e perderam a Vida Eterna – Rom 6:23. Com o passar do tempo apenas uma família estava em condições de representar os seres criados no Éden. Após o dilúvio, Abraão representava o povo remanescente. A Promessa dada no paraíso foi reafirmada a ele e dele viria o Messias que teria de morrer em nosso lugar...

Nos dias de Moisés, o povo estava novamente tão afastado do criador que Deus, ao liberta-los, teve que relembra-los das Leis colocadas lá no paraíso. Magistralmente, dá uma demonstração de como guardar o santo sábado (Êxo 16:1-10; Êxo 24:16), já que aquele povo estiveram cativos por 230 anos...

Depois disto, Deus vem pessoalmente até Moisés – Êxo 24:12 - e crava em pedras a Sua Lei Moral com os seus próprios dedos (a Lei dos Dez Mandamentos é a ÚNICA parte das Sagradas Escrituras escritas pelo próprio Senhor Deus – Êxo 31:18). Como vimos em Êxo 24:12, a Lei deveria ser ensinada e respeitada. O respeito deveria ser tamanho que as próprias Tábuas da Lei era guardada dentro da Arca do Testemunho, especialmente feita para tal – Deut 10:5. Sobre a Arca era visto a Glória do Senhor – Êxo 25:22.

Todo este cerimonial representado pelo Tabernáculo e a Arca da Aliança apontavam para o sacrifício de Jesus na cruz do calvário... O homem que pecasse deveria levar – atravessando todo o arraial em direção ao Santuário, expondo-se publicamente como sendo um pecador – um animal sem maculo (que representaria a Jesus) e lá sacrificá-lo, derramando o seu sangue inocente...

Isto se perpetuaria até os dias de Jesus. Porém, quando Cristo aqui esteve, por duas vezes – no início e no fim do seu ministério terrestre – Ele foi ao templo e lá encontrou mercadores vendendo as ofertas prontas para o sacrifício (indulgências) onde o pecador não teria que se expor publicamente; bastaria ter dinheiro e pagar pela absolvição! Mat 21:12; João 2:14, 15.

Após a cruz, aquele Santuário (terrestre) perderia o seu valor; as leis que apontavam para o sacrifício de Jesus, também foram cravadas na cruz. Isto ficou evidente e simbolizado quando o véu do templo foi rasgado de CIMA para baixo – Mat 27:51.

Porém a Lei Moral continuariam sendo válida, eternamente, como Jesus por diversas vezes afirmara:

 

vs 3 – OUTRO SINAL: Vide comentário vs 1.

DRAGÃO VERMELHO: No verso 9 este poder é identificado como sendo Satanás... Aqui ele é identificado como a Roma pagã que em breve seria substituído pela Roma papal – o chifre pequeno de Dan 7:8; (sete cabeças = sete colinas de Roma) – Leia Dan 7:1-7 e reconheça no vs 7 a sua atuação. Nos vs 19, 20, Daniel demonstra toda a sua curiosidade que é satisfeita nos vs 23, 25 quando o anjo do Senhor explica que se trata de um reino político/religioso que substituiria os reinos descritos pelos animais anteriores. Em Daniel 8:12, 25 vemos o seu ministério de engano (mentira doutrinal), mas, nos é dado um alento: não prosperará; será quebrado pelo poder dos céus. Este momento é descrito na queda das sete pragas finais, especificamente na quinta praga (Apoc 16:10). Vermelho devido ao sofrimento que sempre causou como perseguidor e destruidor...

SETE CABEÇAS: Sete cabeças também aparecem na besta que João viu emergindo do mar (Apoc 13:1) e na besta escarlate (Apoc 17:3). No capítulo 17 as cabeças são identificadas como “montes” e estes como “reis” ou seja: poderes políticos usados por Satanás...

DEZ CHIFRES: As bestas do cap 13 e 17 também tinham dez chifres assim como a 4ª besta de Daniel 7. Seriam poderes menores a serviço de Satanás...

NAS CABEÇAS: Isto demonstra que realmente são poderes políticos ao seu serviço. 

DIADEMAS: Insígnia de realeza e vitória... Assim como em Apocalipse 13:1 e 19:12.

 

vs 4 – A SUA CAUDA: João viu literalmente a ação de Satanás através de suas mentiras representada pela sua cauda como símbolo das falsas doutrinas infiltradas nas mais diversas igrejas... (Efe 4:14). Veja o que diz Isa 9:14,15 - 14 Pelo que o Senhor cortou de Israel a cabeça e a cauda, o ramo e o junco, num mesmo dia.

                                              15 O ancião e o varão de respeito, esse é a cabeça; e o profeta que ensina mentiras, esse  é a cauda. Veja: Atos 13:6; Apoc 16:13; 19:20; 20:10. Leia também: II Cor 11:3; I Tim 4:1; Mat 15:8-9; Mat 19:16,17.

A TERÇA PARTE: Este evento é posteriormente (vs 7-9) descrito, e representam a terça parte dos anjos do céu que se ajuntou a Lúcifer na sua rebelião e foram expulsos. Não há como interpretar “estrelas” como governantes judaicos, uma vez que estrelas são identificadas como anjos no Apoc 1:20.

DEVORAR: Os esforços de Satanás para destruir o menino Jesus (Mat 2:16 cf. Dan 8:25).

 

vs 5 – UM FILHO VARÃO: de homem – literalmente “um filho”. João identifica este Filho como sendo o “Leão da Tribo de Judá” – Jesus – Apoc 5:5. Este filho varão cumpriria a profecia de que dos judeus (Judá) viria a salvação (João 4:22).

REGER TODAS AS NAÇÕES: Uma alusão ao Sal. 2:8,9. O Messias...

ARREBATADO: Uma referencia à ascensão de Jesus Cristo (Heb 1:3; 10:12). Para o propósito desta profecia, não foram necessários o relato da história da vida, obra, sofrimento, morte e ressurreição de Jesus...

 

vs 6 – DESERTO: Um lugar vazio, abandonado. Aqui significa um lugar de retiro, onde a igreja estaria na obscuridade... A América Colonial foi este lugar em que os adoradores de Cristo (a Igreja de Cristo) puderam se proteger das perseguições satânicas da “santa inquisição”... Ver o comentário ao vs 16.

LUGAR: Um lugar divinamente apontado e preparado à mulher; um Santuário...

SUSTENTEM: Os vários agentes, que a serviço de Deus, preservaram, fortaleceram e edificaram a Igreja de Deus...

...DIAS: Este período é mencionado SETE vezes nos livros de Daniel e Apocalipse. Como 1260 dias aparece em Apoc 11:3; 12:6; como 42 meses em Apoc 11:2; 13:5; e como 3 ½ tempos em Dan 7:25; 12:7 e Apoc 12:14. Este período é colocado entre os anos 538 a 1798 dC. Veja a explicação no vs 12 sobre o 1º AI...

 

vs 7 – HOUVE: literalmente ocorreu...

GUERRA NO CÉU: Peleja – João apresenta rapidamente a controvérsia entre Satanás e Jesus Cristo no céu, desde a sua origem até ao tempo da vitória de Jesus na cruz (Apoc. 12:7-9 cf. Col 2:14,15), o final lançamento de Satanás a esta terra neste tempo (Apoc 12:10-12), e o desenrolar da controvérsia na terra até o tempo do fim (Apoc 12:13-16) &  Dan 11:35. Isto é um breve relato preparando o cenário para os acontecimentos que se seguem entre Apoc. 12:17 a 20:15. Nos vs 9-11, João fala mais particularmente da guerra que houve no céu. Este fato remota-se ao tempo anterior à criação, quando Lúcifer aspirou ser semelhante a Deus (& Isa. 14:13e14; Eze 28:12-16). Neste tempo ele e todos os anjos simpatizantes foram expulsos do céu (II Ped 2:4; Jud 6).

MIGUEL: Transliteração do termo hebraico – MIKA’EL = quem é como Deus. Ao estudarmos Miguel ao longo das Escrituras, compreendemos que Miguel é a forma espiritual de Cristo, antes da humanização corpórea... & Dan 10:13; Gên 18:3; Êxo 3:2; 12:29; Judas 9.

SEUS ANJOS: Os anjos leais a Deus... & Heb 1:14.

DRAGÃO: Veja comentário vs 3.

SEUS ANJOS: Aqui se refere aos anjos rebelados...

 

vs 8 – NÃO PREVALECERAM: Aqui podemos ter duas aplicações simultâneas; a primeira foi durante o conflito nos céus, a segunda foi na vida de Cristo encarnado... Porém, também pode ter uma aplicação futura em relação ao pecado – Satanás – que não prevalecerá...

LUGAR DELES: Conforme Eze 28:14, Satanás ocupava uma posição privilegiada nos céus, porem perdeu o seu lugar ao rebelar-se contra Deus.

 

vs 9 – GRANDE DRAGÃO: Veja o com. vs 3.

EXPULSO: Satanás, juntamente com os seus anjos foram expulsos antes da criação (& II Ped 2:4), daí ter vindo à Terra para tentar o ser recém criado... Porém, até a cruz, ele teve um relativo acesso aos seres celestiais, possivelmente como o “príncipe deste mundo” – João 12:31; Luc. 4:6; mas, não como “habitante” do céu.  Veja o comentário a seguir sobre PARA A TERRA... Esta expulsão tornou-se definitiva com o sacrifício de Cristo.

Observe estes pontos: 1 – A proclamação nos vs 10-12, explica primeiramente aos seres celestiais e na seqüência aos habitantes da Terra sobre a expulsão dele... Após estas explicações, o vs 13 volta de onde parou no vs 9, para as atividades de satanás. 2 – Estas declarações dos vs 10-12 consistem em uma série de afirmações sobre a vitória de Cristo na cruz em relação ao plano da salvação onde lhE – a nós também - foi dada “força” para resistir a Satanás; foi assegurado o “reino” de Cristo; o Seu “poder” sobre Satanás e “autoridade” que lhE faz ser o nosso Sumo Sacerdote... 3 – O fato que confirma esta quádrupla  afirmação é que foi expulso o acusador de nossos irmãos – vs 10. 4 – Antes de ser “atirado para a terra” – vs 13, Satanás esteve diligentemente acusando-os perante Deus “de dia e de noite” – vs 10. 5 – O verso 11 estabelece especificamente que foi “o sangue do Cordeiro”  (a morte de Jesus na cruz) que tornou possível a vitória sobre o “acusador de nossos irmãos”.  

          ANTIGA: Velha – cf. João 8:44.

      SERPENTE: Uma referencia à serpente que enganou Eva – & Gên. 3:1.

      DIABO: do grego Diábolos – um caluniador (& Mat 4:1).

      SATANÁS: Uma transliteração da palavra hebraica ‘satan, significando adversário.

      SEDUTOR: Fazer errar; desviar; enganar... Através das suas “falsas doutrinas”, faz, assim como fez com Adão e Eva oferecendo Vida Eterna fora da obediência, hoje Satanás continua a enganar – apesar das advertências de Jesus – as pessoas que estão em igrejas que apenas professam o nome do Salvador mas que não seguem as suas orientações impressas na Lei dos Dez Mandamentos. Veja Isa 4:1. As estes “fieis”, no dia do Juízo Final dirá: Mat 7:21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

                                                                     22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres?

                                                                      23 Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.

 

Você conhece pessoas ou igrejas que hoje se encaixam nestas condições? Neste ponto temos que estudar o Cap 13 do Apocalipse, e só então voltarmos para Apoc 12...

 

Apoc. 13 – A besta que subiu do Mar.

 

vs 1 – E EU PUS-ME (em pé) SOBRE: Posição de João ao observar... Interessante notar que em algumas versões bíblicas não existe o vs. 18 (Ex: RC) no capítulo 12 e, portanto este verso (12:18) é acrescido ao verso 1 do cap 13. Na RA é o vs 18.

AREIA DO MAR: Muitos povos, nações e línguas (& Apoc 17:1, 2, 8; Dan 7:2).

UMA BESTA: cf. Dan 7:3.

DO MAR: Esta besta sai “do mar” – onde tem “multidões de povos”; veja vs 11.

SETE CABEÇAS: As várias organizações políticas a serviço de Satanás. 

DEZ CHIFRES: As nações (da Europa) que se submeteram a Satanás ao longo dos tempos...

COROAS: Confirmam a identificação como poderes político...

BLASFÊMIA: Quando dirigido aos homens, significa: insulto. Quando dirigido a Deus: linguagem ímpia, ou seja, os títulos assumidos pela besta em afronta à Deus...

 

vs 2 – LEOPARDO; URSO; LEÃO: Uma alusão a Dan. 7 – A besta vista por João tinha as características da besta de Daniel, ou seja, possuía as características dos reinos da Grécia, Pérsia e Babilônia. Interessante notar que João vê estes impérios retrospectivamente, pois ele – João – já se encontrava no futuro destas nações...

DRAGÃO: Cf. Apoc 12:3.

DEU LHE O SEU PODER: Satanás, que de certa maneira era representado pelo Império Romano. O poderio que sucedeu o Império Romano é claramente a Roma Papal que recebeu do “dragão” o “seu poder, o seu trono e a grande autoridade”. Quando Satanás viu que as suas táticas – perseguições – não deram resultados, mudou de estratégia ao “fortalecer” a Igreja cristã e simultaneamente aniquilando a verdade através do paganismo... 

TRONO: O papa (o bispo de Roma) sucedeu aos “césares” (533 dC). A capital do sistema continuou sendo Roma.

GRANDE AUTORIDADE: O papado exerceu controle absoluto sobre os assuntos políticos e religiosos e sobre a consciência dos homens...

 

vs 3 – ...GOLPEADA: Em 1798 o general Berthier, comandando um exército francês, invadiu Roma e levou cativo o papa que logo veio a falecer... Este foi um fato marcante no declínio do poderio papal.

FERIDA: Que poderia causar a morte...

FOI CURADA: Pouco a pouco o papado se restabeleceu, apesar de que em 1870 os estados papais lhe fossem tirado. Somente em 1929, Mussolini restabeleceu o seu trono dando-lhe a concessão do atual Estado do Vaticano. Mas a plena recuperação ainda  está no futuro (vs.8) quando “todos” o adorarão...

TODA A TERRA SE MARAVILHOU: Foi incrível a sua recuperação...

vs 4 – ADORARAM O DRAGÃO: A besta não é senão o agente visível do dragão... Através do Espiritismo (Imortalidade da Alma), do Catolicismo Romano (Ecumenismo) e do Protestantismo Apostatado (Nova Era), ele pretende fazer o mundo adorá-lo – II Tes 2:10.

QUEM PODE PELEJAR: Aparentemente parece impossível dar-lhe resistência...

 

vs 5 – ARROGÂNCIAS: O poderio identificado com a besta de Daniel 7.

QUARENTA E DOIS MESES: Cf. Apoc 11:2; 12:6.

 

vs 6 – BLASFEMAR O SEU NOME: Por assumir títulos divinos. & II Tes 2:4.

SEU TABERNÁCULO: Este poderio pretende estabelecer o seu próprio tabernáculo, desviando assim, a atenção do santuário celestial - & Heb 8:1, 2, 5. O sacrifício de Cristo na cruz é diariamente substituído pela missa na terra.

Aquele santuário terrestre (Êxo 25:9) era apenas uma imagem tosca de algo superior – o Santuário Celestial (Heb 9) onde, hoje, Cristo intercede por nós, como fazia aqueles sumos-sacerdotes dentro do templo (Heb 4:14, 15).

No livro do Apocalipse temos provas visuais deste Santuário celestial (Apoc 11:19; 15:5). Você se lembra o que era guardado dentro da Arca? Você já se perguntou se nos dias de Jesus, a Arca estava presente dentro do templo? Pois bem, quando Salomão construiu um templo ao Senhor, a Arca estava lá – juntamente com a Glória do Senhor. Porém, quando o povo foi levado para o cativeiro, o Santuário terrestre foi destruído.

Após o exílio, um novo templo foi construído e nos dias de Jesus este mesmo templo havia sido restaurado por Herodes. No entanto a arca já não estava presente e nem mesmo a glória do Senhor ali se manifestava – A Arca havia sido transladada aos céus e é por isso que João, no apocalipse destaca este fato: foi vista a arca do testemunho (Apoc 11:19).

Convém salientar que se a Glória do Senhor não mais era vista naquele último templo – apenas as glórias dos homens (Mat 24:1-2); a presença viva do próprio Criador sempre foi visitá-lo; mas os judeus não souberam reconhecê-lo apesar de tantas profecias e sinais apontar para Ele – João 1:11. E, eles mesmos o sacrificaram... Mat 26:1-4; 27:1. Agora, não respeitando as leis do Senhor, querem “matar” os últimos remanescentes, impondo-lhes obstáculos legais e “científicos” para o exercício da fé em um Criador Onipotente. Quando o ser humano apresenta “provas de que não é bem isso...” em oposição ao Livro Santo, ele está a serviço do grande inimigo, mentiroso desde a fundação do mundo – João 8:44.

Hoje, todas as denominações têm a Bíblia, porém não a seguem. Com isto estão Profanando o Santuário de Deus (como aqueles mercadores do templo, hoje estão “vendendo” saúde, prosperidade e salvação; isto quando não estão blasfemam do Nome do Senhor colocando outros intercessores em Seu lugar ou até mesmo – inconscientemente, quero crer – substituído a Jesus por uma suposta 3ª pessoa (o espírito Santo) ou até mesmo pela Sua mãe carnal, abençoada é claro, mas nada mais.

O povo sempre esteve afastado de Deus, apesar do que diversos profetas os terem advertido. Veja Ose 4:6; 8:12; Sof 3:4; Eze 22:26. Cristo em Seu ministério terrestre veio para restaurar tais verdades – tão impregnadas de tradições, já em seus dias – Luc 1:72; já que Deus é Eterno e não volta atrás, também a Sua lei é Eterna (Sal 89:34).

Mas, o mundo cristão, usado por Satanás, quer crer que a Lei foi abolida! O único objetivo “destes” cristãos é apenas desonrar o Senhor “mudando”, sem base bíblica, o único memorial da criação criado lá no Paraíso!

 

Pergunto: O Mundo foi feito em quantos dias (Você é criacionista ou evolucionista? Crê no poder do Deus Onipotente ou crê em uma “teoria” sem pé, sem cabeça com o nome de “ciência” – pois saiba que a Bíblia é mais cientista do que toda a tradição ou estudos que a humanidade possa ter!)?

Se, em SETE DIAS, o que foi criado neste dia sétimo? O Descanso? Não, não foi o descanso, foi o Dia Sétimo – o Sábado! Este sim foi separado, abençoado e santificado como sendo o memorial eterno da CRIAÇÂO... Por isso Deus descansou, dando-nos o exemplo. Tenha tempo para Ele! Guarde o sábado, como Jesus fazia (Luc 4:16), como Maria, sua mãe, fazia (Mat 28:1) e os discípulos (Paulo) faziam, muitos anos depois: Atos 17:2.

Quanto à Lei, Cristo foi claro quando disse: É, porém, mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei...Luc 16:17. Também  foi registrado por Mateus e Marcos estas passagens: Mat 5:18; 24:35; Mar 13:31. Pergunto: O céu e a Terra já passou?

Veja esta seqüência Bíblica: João 14:21 – 14:15 – 15:10 – Mat 19:16, 17 – Eze 44:23 – I João 2:3, 4 – João 8:44 – Isa 1:10 e finalmente ouça o último conselho registrado nas Sagradas Escrituras: Apoc 18:4 – Ouvi outra voz do céu dizer: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos sete pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Até quando, meu irmão, você vai continuar a desonrar o nosso Deus permanecendo dentro de uma igreja que o desonra diariamente? Você quer a Vida Eterna? Guarde os seus mandamentos e SAI DELA, meu irmão! Procure quem o está honrando em todos os Seus Mandamentos – Leia Tiago 2:10...

 

OS QUE HABITAM NO CÉU: Os membros da divindade. Este seria mais um aspecto da blasfêmia – a pretensão de ter poder para perdoar os pecados, atribuir poderes e virtudes a Maria que se aplicam somente a Jesus Cristo (& Atos 4:12) afastando as mentes dos homens da obra mediadora de Cristo nos Céus para a confessional aqui na Terra.

 

vs 7 – PELEJA CONTRA OS SANTOS: Veja Dan 7:21, 25.

AUTORIDADE SOBRE: Poder que exerceu o papado durante a Idade Média e que exercerá no futuro (& Apoc 17:8).

 

vs 8 – ADORÁ-LO-ÃO: Veja vs 3. Esta adoração universal é descrita nos vs 11-18.

DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO: Nomes estão sendo registrados desde o início dos tempos  (Apoc. 17:8; Mat 25:34; I Ped 1:19,20) em função da morte vicária de Cristo.

 

vs 9 – OUVIDOS, OUÇA: Cf com ao cap 2:7.

vs 10 – LEVA PARA CATIVEIRO: O papa preso e exilado por Berthier em 1798, mostrou-nos um cumprimento desta profecia. 

À ESPADA: A espada da justiça divina...

PERSEVERANÇA: Paciência – Durante as perseguições o crente as suportam...

FIDELIDADE: Fé, confiança. & Apoc 14:12.

 

vs 11 -  OUTRA BESTA: Outra da mesma espécie em colaboração com a primeira.

EMERGIR: Ascender; levantar; brotar.

DA TERRA: Região escassamente povoada em contrapartida à besta que emergiu do mar (Dan. 7:3), simbolismo de povos ou nações. Seria uma nação que se desenvolveria em uma região de poucos habitantes – EUA? Foi na época em que a primeira Besta “foi para o cativeiro” que os Estados Unidos estavam crescendo em preeminência e poderio...

DOIS CHIFRES: A liberdade civil (republica) e religiosa (protestantismo), os baluartes da nação americana...

CORDEIRO: Em sua “juventude” apenas desejava viver pacificamente e ser um refúgio para os oprimidos...

FALAVA: Representa as atividades futuras da besta.

COMO DRAGÃO: Uma contradição entre a aparência e as atitudes desta nação.

 

vs 12 -  AUTORIDADE: Poder – Para a segunda besta exercer “toda a autoridade” da primeira, ela terá que entrar também no campo da religião... Para o EUA darem este passo, terão que “revogar” totalmente a sua atual política de garantia de plena liberdade de culto.  Esta mudança vira gradativamente e inocentemente. Repetidos esforços têm sido feitos para se decretarem leis defendendo  o domingo como dia de culto. Estas sansões, a princípio serão econômicas e depois a morte! Difícil? Não, se crermos que assim como todas as outras profecias bíblicas, que pareciam impossíveis de se cumprirem, cumpriram-se totalmente – João 14:29.

SUA PRESENÇA: A 1º besta retornou à vida e acha-se uma vez mais em atividade.

FAZ COM QUE: Aqui representa as proporções internacionais da adoração.

ADORAR: Certas medidas religiosas entre as quais a observância do domingo, seria encarada como adoração, onde o adorador reconhece a autoridade da primeira besta – Roma papal (& Apoc. 14:9-12). Nestes versos vemos que o que distingue os “santos” é a guarda dos mandamentos. Este poderio, de acordo com Daniel, cuidará em mudar os tempos (o modo ocidental de marcar o início de um novo dia – meia noite – em contrafação à Bíblia que nos orienta a considerar o por do sol como início de um novo dia – Gen 1:2-5) e a lei - 3º e 4º; 10º mandamentos...

 

vs 13 -  SINAIS (Maravilhas): Estes milagres tem como objetivo de mostrar que a nova organização – união entre estado e igreja – tem a aprovação de Deus.

DE MANEIRA QUE: A parte final do verso explica. Isto seria um modo de mostrar que o milagre do Monte Carmelo (& I Reis 18:17-39) se repete. Como o antigo milagre deu evidencias do poder do verdadeiro Deus, a besta quer mostrar a aprovação divina para o seu programa. Satanás, usará os seus poderes através do espiritismo...

SEDUZ: Leia Mat 24:24. Jesus estava nos advertindo sobre este momento em que viverá a humanidade. Paulo também nos alertou: & II Tes 2:9,10).

IMAGEM: Uma semelhança. Em I Cor 4:4 e Col 1:15 mostra-nos que Cristo é “uma semelhança” de Deus. É o propósito do plano da salvação, transformar o homem em “uma semelhança” de Cristo. Este é o propósito da segunda besta, tornar-se “uma semelhança” da primeira besta (Roma papal) em poder político e religioso.

Importante notar que o Apocalipse 17 nos mostra que a Mulher de Vermelho – símbolo da igreja desvirtuada – tem filhas. Veja: e na sua fronte estava escrito um nome simbólico: A grande Babilônia, a mãe das prostituições e das abominações da terra. Se ela é mãe é porque tem filhas, não é? Com a reforma protestante iniciada por Lutero, surgiram as igrejas protestantes tradicionais. Fiéis, enquanto os seus líderes fundadores estavam presentes, mas, pouco a pouco, após a sua ausência foram se “prostituindo”. Pouco a pouco foram reabsorvendo as falsas doutrinas e tradições da igreja “mãe” e hoje lhe presta a maior homenagem guardando o domingo como dia de santificação conforme a “orientação”da igreja de Roma...

Leia atentamente, se necessário, releia, Eze 16:44-63. Você sabe o que aconteceu com Sodoma e Gomorra, não sabe?

Os que assim procedem estão ingressando no grande exercito arregimentado pelo demônio para a grande peleja final – o Armagedon descrito em Apoc 16:13, 14. Em qual exercito você estará naquele grande dia? Lembre-se que nesta batalha não haverá “em cima do muro”. O simples fato de estar em cima do muro já significa que não está com Jesus...  Cuide-se!

 

vs 15 – VIDA (Fôlego): A imagem que João viu, tornou-se animada pelo seu poder.

FALAR: A primeira coisa que “esta imagem” faz é falar – fala através das suas leis...

FAZER: Tendo falado oficialmente mediante as suas leis, as põe em efeito.

FIZESSE MORRER: Esta é a história de todos os tempos. As legislações, em matéria de religião, têm sempre sido seguidas de perseguições.

 

vs 16 – FAZ QUE TODOS: Aparentemente somente o remanescente fiel (& Apoc 12:17) que se recusará a seguir-lhes...

MARCA: Um impresso, uma estampa. Evidentemente um distintivo de lealdade... Um sinal de submissão do seguidor leal à besta (a guarda do domingo em contrafação ao Sábado do Senhor). Neste momento a terceira mensagem angélica advertirá o mundo contra esta adoração... Apoc 14:9-11. Alguém já tem a marca da Besta? Não, enquanto não houver a união das igrejas prostituídas com o Estado... Neste dia milhares, conscientemente acatarão a “nova lei”. Outros inconscientemente a aceitaram achando que tanto faz o dia de adoração a Deus... Certamente todos os dias são excelentes para se adorar o Criador, mas ELE separou, santificou e abençoou o sábado como um memorial da Criação – Em tempo: o Batismo instituído por Cristo é o Memorial da Sua ressurreição... Rom 6:4; Col 2:12; I Ped 3:21.

MÃO DIREITA... FRONTE: Não somente as “obras” (por conveniência) mas também a “sua crença” (convicção) será afetada.

 

vs 17 -  COMPRAR OU VENDER: Essa medida severa, será tomada para garantir total observância da lei, mas fracassará... Apoc. 14:1, 12.

OU O NOME: Não importa qual seja a evidencia de sua submissão...

NÚMERO DO SEU NOME: Veja o comentário a seguir.

 

vs 18 – AQUI ESTÁ A SABEDORIA: Somente por revelação divina é que os homens poderão conhecer os mistérios de Deus (& Efe 1:17;. I Cor 2:14).

ENTENDIMENTO: Os que desejam saber o significado ou a identificação da besta...

 

Solicite o estudo introdutório da lição nº 13- Parte I sobre este tema – 666.

 

NUMERO DA BESTA: A besta já está identificada! Este número apenas trás mais evidencia sobre a sua identidade. Muitos contestam a identidade numérica do nome da besta, porém não haveria razão para o anjo dar a João esta informação se não fosse para confirma-lo. De qualquer forma este número sempre identificou um poder que foi usado pelas forças das trevas para operar em seu nome.

NUMERO DE HOMEM: A besta representa realmente uma organização humana.

SEISCENTOS E SESSENTA E SEIS: Tentou-se encontrar versões diferentes deste número, porem, todas as cópias (autógrafos) conhecidas do Apocalipse traz este número.

 

VICARIVS FILLI DEI – 666?

 

Voltemos agora para o Apoc 12:9

 

MUNDO: Literalmente o mundo habitado.

PARA A TERRA: A controvérsia no céu começou com  os planos para a criação do homem. Quando a Terra foi criada e Adão foi colocado para ser o administrador dela, Satanás dirigiu os seus esforços no sentido de derrubar o ser recém criado. Ao ser bem sucedido em seu ato tentador, exigiu a terra como o seu domínio. Porém não quis ele dominar apenas a Terra; foi tentar a outros mundos (I Cor 4:9) e, somente com a volta de Cristo é que ele ficará totalmente confinado a este mundo. & Apoc 20:1-3.

 

vs 10 – GRANDE VOZ: Da alegria de ter sido expulso Satanás do céu...

AGORA VEIO: O foco do tempo é a cruz. Ela era incontestável no plano da Salvação antes do sacrifício e agora tornou-se real no Calvário.

SALVAÇÃO: Livramento; neste caso: a vitória...

PODER: força, ou seja: o poder da vitória sobre o dragão...

REINO: Satanás era o governador deste mundo até perdê-lo para Cristo ao tentá-lO.

SEU CRISTO: a palavra Cristo significa ungido, portanto: O Seu ungido. (Mat 1:1).

O ACUSADOR: Satanás foi o grande acusador dos irmãos do VT & Jó 1:8-12; Zac 3:1. Ele tem prosseguido neste papel, desde a cruz. & João 12:31.

DE DIA E DE NOITE: Ele não perde nenhuma oportunidade.

 

vs 11 – VENCERAM: Pense no quanto têm sofrido aqueles que estiveram expostos às acusações do grande instigador. Finalmente venceram com o sacrifício da cruz...

PELO SANGUE: Os santos venceram por causa do... & Apoc 1:5.

CORDEIRO: & João 1:29.

PALAVRA: A Sua palavra escrita.

TESTEMUNHO: Pelo testemunho que deram de Jesus Cristo e do Evangelho.

NÃO AMARAM A PRÓPRIA VIDA: Isto é o Martírio: Morrer pela sua convicção... A Inquisição fez o mundo crer que se perseguiam os hereges, os bruxos e bruxas, mas os registros históricos estão aí para comprovar que bastava ter-se uma Bíblia para ser perseguido, torturado e morto nas fogueiras “santas”...

 

vs 12 – FESTEJAI, Ó CÉUS: Todos os habitantes dos mundos criados souberam que Satanás foi condenado pela vitória de Cristo no Calvário.

AI: A perseguição da igreja decorrente desta derrota de Satanás. A Primeira perseguição satânica deu-se no início da igreja (época dos apóstolos até por volta de 313 a.D). Era pagãos perseguindo cristãos. Mas, a segunda e maior perseguição ocorreu entre no período de1260 anos (de 533 – neste ano o bispo de Roma foi eleito como bispo de Roma e de Constantinopla - até 1798 ano em que o general de Napoleão, Berthier, levou ao exílio o papa            , acabando com isso,  a supremacia da igreja de Roma – antes disto, nem mesmo um Rei subia ao trono sem a aprovação da Igreja de Roma).

GRANDE COLERA: A ira de Satanás devido à sua derrota, mergulhando cada vez mais na iniqüidade. Um caminho sem retorno... & I Ped 5:8.

POUCO: em relação ao tempo. Comparando com os 4.000 anos que precederam a cruxifição, realmente o tempo que falta para a volta de Cristo e, portanto, o fim de Satanás é pouco tempo...

vs 13 – MULHER: Sendo agora incapaz de atacar o filho – Cristo – Satanás esforça-se para causar dano à sua mãe: a Igreja.

 

vs 14 – DUAS ASAS: A figura de asas de águia era familiar ao antigo povo de Deus. O livramento das mãos do faraó e suas hostes são mencionados por essa figura - & Êxo 19:4; Deut 32:11. Alguns vêem nessas asas um símbolo da pressa (fuga para a América) com que a Igreja foi obrigada a encontrar segurança...

ALIMENTADA: Sustentada – Ver o comentário ao vs. 6.

UM TEMPO, TEMPOS... Ver o comentário ao vs. 6.

 

vs 15 – Água como um rio: Em Sal 74:13 e Eze 29:3 um dragão é identificado como um monstro marinho, daí a figura da água como um símbolo de destruição. Satanás procurou destruir a Igreja Cristã pela “inundação” de falsas doutrinas, bem como pela perseguição – Veja o comentário ao Apoc 17:15 no fim deste estudo.

 

vs 16 – A TERRA SOCORREU A MULHER: Alguns defendem que a “terra” aqui representa áreas em que havia escassez de pessoas em contraste com “águas” que por vezes representam “povos” e “línguas” (& Apoc. 17:15). Apontam que no tempo da reforma havia multidões de pessoas na Europa e no Extremo Oriente, mas no continente americano era dispersamente povoado. Assim apontam essa região como a “terra” que deu auxílio à Igreja do Velho Mundo. As terras protestantes da Europa Ocidental, que se tornaram abrigos da perseguição, podem também ser incluídas. Outros apontam a Reforma protestante em si como a maior ruptura do fascínio da igreja apostatada...

ENGOLIU: Isto é, tornou sem efeito os ardis destrutivos de Satanás.

 

vs 17 – IROU-SE: A impossibilidade de destruir a Igreja no deserto intensifica a ira do dragão de tal maneira, que se propôs a empreender guerra contra o povo de Deus, particularmente contra “os restantes da sua descendência”.

PELEJAR: Um esforço para destruir a Igreja Cristã. O seu esforço supremo acha-se ainda  no futuro – pouco antes da queda das sete pragas... Veja os comentários aos cap. 13:11-17; 16:12-16; em estudos posteriores...

RESTANTES: Os que ficaram para trás; escaparam... Este é o “remanescente” da longa e digna linhagem do povo de Deus que tem sobrevivido às ferozes arremetidas – desde os tempos do Velho Testamento – do dragão, através da história, mais particularmente às trevas da idade média apontada pelo “tempo, tempos e metade de um tempo” ou seja: 1.260 dias/anos do vs 6, 14.

Guardam os mandamentos: Modo de identificar estes “remanescentes”; indica que os mandamentos de Deus – Leis Morais, não as cerimoniais – serão justamente o ponto entre a controvérsia entre o dragão e a Igreja. Convém observar que até mesmo Satanás reconhece que os Mandamentos de Deus – a Lei Moral dos Dez Mandamentos – continuam válidas, não foram abolidas!

O Testemunho de Jesus Cristo: Esta frase pode ser entendida como sendo o ato de testemunhar de Cristo aos irmãos, porém o Cap 19:10 dá-nos a mais plena compreensão sobre este “testemunho”, ou seja, a revelação que Jesus dá aos homens mediante os seus profetas, aqueles que têm o “espírito da profecia”. A estreita relação entre o “testemunho de Jesus” e a “profecia” é demonstrada por comparação entre os cap 19:10 e 22:9. No cap 19:10 o anjo identifica-se como “conservo teu e dos irmãos que mantêm o testemunho de Jesus” e no cap 22:9 como “conservo teu, dos teus irmãos, os profetas” – lembre-se que o anjo está se dirigindo a João, agora um profeta. Visto que a obra característica dos profetas é dar as mensagens de Jesus ao povo (& Apoc 1:1) esta compreensão é plenamente aceita. Portanto, aqui temos mais um meio de identificar “os restantes” ou seja: a Verdadeira Igreja de Jesus Cristo, aquela que têm, em seu meio, a manifestação do dom de profecia, muito diferente de “falar línguas estranhas” ou “fazer revelações” ...das igrejas pentecostais ou carismáticas!

 

Caro irmão, não perca de vista o cap 13 de Apocalipse – Leia, medite, ore e então aplique à sua vida o conselho de Apoc 18:4 – Saía dela povo meu!

 RETORNAR