Make your own free website on Tripod.com

O MISTÉRIO DA GRANDE BABILÔNIA.

 

       BABILÔNIA! Que grandiosa cidade! Construída ao redor da torre de Babel, essa cidade se transformou num importantíssimo centro político, econômico e cultural do mundo antigo. Ali governou o grande Hamurábi, autor do código de leis mais antigo que se conhece! Dali, Nabucodonosor, com sua política expansionista, dominou vasta região do Oriente Médio. Serviu como capital tanto dos reis persas como de Alexandre, o Grande. Mas, entrou, depois, em rápido declínio e já se encontrava em ruínas, e praticamente abandonada, na época de Jesus. Eis o início, o apogeu e o FIM da grande Babilônia! Fim?!? Vejamos o que diz Apocalipse 17:1, 2, 5 e 18: "Veio um dos sete anjos que têm as sete taças, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei o julgamento da grande meretriz que se acha sentada sobre muitas águas, com quem se prostituíram os reis da terra; e com o vinho de sua devassidão foi que se embebedaram os que habitam na terra. Na sua fronte achava-se escrito um nome: BABILÔNIA, A GRANDE, A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA. A mulher que viste é a grande cidade que domina sobre os reis da terra.". É isso mesmo, prezado leitor! Babilônia está bem ativa! Aliás, nunca esteve tão ativa! "Mas, como assim?", você dirá. Após o dilúvio, o local escolhido por Satanás para disseminar suas falsas idéias pelo mundo afora foi a planície de Sinear (Mesopotâmia), onde foram construídas a torre de Babel e a cidade de Babilônia. Ver Gênesis 11:1-9; 10:8-12. Babilônia é apresentada nos livros veterotestamentários como sendo extremamente corrupta e opressora do povo de Deus. Que a terra de Sinear era empregada pelo inimigo de Deus como sede de sua atividade, observa-se a partir do texto de Zacarias 5:5-11, no qual a maldade da terra é representada como se concentrando naquela região. Com o deslocamento do eixo político-econômico cada vez mais para o Ocidente, devido ao crescimento do comércio no Mediterrâneo e às conquistas greco-romanas, e com o florescimento de novas e importantes cidades (Roma, Bizâncio, Pérgamo, Antioquia, Alexandria, etc.), a relevância de Babilônia começou a decair, mas muitos aspectos de sua cultura e religião de maneira alguma desapareceram; pelo contrário, persistem até hoje mesclados com elementos da cultura de outros povos. A cidade de Babilônia praticamente desapareceu, mas seu "espírito" foi difundido por diversas outras cidades e, assim, em Apocalipse 2:13 vamos encontrar o trono de Satanás situado na cidade de Pérgamo, herdeira de parte dos elementos do culto babilônico. Mas Pérgamo seria apenas uma transição entre a fase babilônica e a romana, pois em Apocalipse 17:9 é dito que a grande meretriz se assenta sobre as sete cabeças da besta e que essas cabeças representam sete montes, uma referência inquestionável à cidade das sete colinas, a saber, Roma. Destarte, em nossos dias a sede da falsa religião não é Babilônia, nem Pérgamo, e sim Roma.

       Mas o que dizer daquela meretriz? O que ela representa? Em profecias simbólicas, mulheres representam igrejas. Ver II Coríntios 11:2 e o quinto estudo desta série. Uma virgem pura representa uma igreja fiel; uma meretriz, uma igreja infiel. A grande meretriz é, portanto, um símbolo da religião apóstata que está difundida por quase todo o globo. A palavra "Babilônia" está associada à palavra "Babel", que quer dizer "confusão"; e é justamente isso o que se vê no mundo contemporâneo: confusão religiosa! Uma igreja ensina uma coisa enquanto que outra prega algo diametralmente oposto. E o que é pior: nem uma nem outra concordam com as Escrituras Sagradas. Embora essa confusão domine todo o mundo religioso, existe uma organização que, de um modo todo especial, está sendo enfocada em Apocalipse 17. Que igreja seria essa? Atentemos para as evidências escriturísticas e tentemos identificar esse monstruoso meio idealizado pelo arquiinimigo de Deus para levar milhares à perdição:

CARACTERÍSTICAS DA IGREJA INFIEL

       

1) A organização apontada em Apocalipse 17 teria como sede a cidade de Roma. Durante a existência do Império Romano, a cidade das sete colinas foi a sede do paganismo; mas com a queda daquele Império, essa cidade passou a servir como centro do mundo cristão, sendo que foi ali que se estabeleceu o bispado romano. Ver Apocalipse 13:2 e 17:9.

      

2) Essa organização teria como apoio o poderio representado pela besta de dez chifres e sete cabeças, pelo que se depreende de Apocalipse 17:3: "Transportou-me o anjo, em espírito, a um deserto, e vi uma mulher montada numa besta escarlate, besta repleta de nomes de blasfêmia, com sete cabeças e dez chifres.". A besta simboliza um conjunto de fatores de oposição a Deus e à Sua verdade, cujo foco principal é a estrutura político-religiosa do Vaticano. Ver sexto estudo desta série. A mulher representa, pois, uma igreja que teria como base esse conjunto de forças, dentre os quais se destaca Roma Papal.

      

3) Ela é descrita como sendo uma grande meretriz. A prostituição na Bíblia é usada como figura de idolatria. Isso se verifica a partir do seguinte texto: "Porque adulteraram, e nas suas mãos há culpa de sangue; com os seus ídolos adulteraram, e até os seus filhos, que me geraram, ofereceram a eles para serem consumidos pelo fogo. Ainda isto me fizeram: no mesmo dia contaminaram o Meu santuário e profanaram os Meus sábados." Ezequiel 23:37 e 38. Portanto estamos diante do símbolo de uma Igreja (mulher), com sede em Roma (está sentada sobre sete cabeças), que seria conduzida pelo bispado romano (está montada na besta) e que seria idólatra (meretriz). Veja, prezado leitor, como a profecia é específica!!! Mas existe ainda outra informação importante!

      

4) Essa Igreja teria um grande número de membros, pois é dito que estava assentada à beira de muitas águas: "Veio um dos sete anjos que têm as sete taças, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei o julgamento da grande meretriz que se acha sentada sobre muitas águas.". "Falou-me ainda: As águas que viste, onde a meretriz está assentada, são povos, multidões, nações e línguas." Apocalipse 17:1 e 15. Trata-se, portanto, de uma organização com muitos membros, ou seja, de uma Igreja mundial. Fato interessante: a palavra católica quer dizer universal, isto é, "a que é professada por todos".

 

       Após considerarmos as características da meretriz, não poderíamos, de forma alguma, deixar de comentar algo especialmente curioso que aparece em Apocalipse 17: essa prostituta serve às nações e aos seus governantes o "vinho de sua devassidão" também chamado o "vinho da fúria da sua prostituição"( Apocalipse 17:2 e 14:8). Esse vinho pode ser muito bem identificado com o conjunto de falsas doutrinas que essa Igreja tem propagado através dos séculos! Vejamos alguns exemplos desses falsos e repugnantes ensinos e o contrastemos com a doutrina pura:

A DOUTRINA PURA

O VINHO ADULTERADO

1) A Bíblia é a palavra de Deus, a nossa única regra de fé e prática. É ali que Deus revela a Sua vontade e aquilo que é essencial à nossa salvação (II Timóteo 3:14-17; Mateus 22:29; João 5:39).

A organização representada pela meretriz divulga a idéia de que a chamada "Sagrada Tradição" também é fonte doutrinária e em seu nome pode-se até mesmo contrariar a Bíblia. Mas leia a poderosa declaração de Jesus quanto a isso em Marcos 7:7-9.

2) Cristo é o nosso único e suficiente Salvador e Mediador. Só Ele tem poder para nos salvar e somente Ele pode fazer mediação entre Deus e a humanidade (João 14:6; Atos 4:12; I Timóteo 2:5).

Ensina-se a aceitar a mediação celeste de Maria e dos santos e a mediação terrestre de sacerdotes e bispos.

3) O segundo mandamento da Santa Lei de Deus proíbe a adoração de imagens ou qualquer outro tipo de figuras (Êxodo 20:4-6). Deus nem mesmo aceita que O adoremos por meio de representações (João 4:24).

A organização descrita em Apocalipse 17 ensina a fabricar imagens, a acender velas diante delas, a queimar-lhes incenso, a fazer peregrinações aos lugares de certas imagens especiais, etc. Até mesmo teve a ousadia de tirar esse mandamento dos catecismos!

4) O quarto mandamento da Santa Lei de Deus ensina a descansar no Sábado e a dedicar esse dia especialmente ao Senhor (Êxodo 20:8-11).

Além de ter efetuado a sacrílega mudança do Sábado para o Domingo, acrescentou-se ainda o respeito às festas de guarda!

5. A doutrina pura: Os mortos estão inconscientes até a ressurreição (Eclesiastes 9:4-6 e 10).

A falsa religião ensina a doutrina da imortalidade inerente da alma e dessa heresia surgiram outras, como a do tormento eterno, do purgatório, etc.

Esses são apenas alguns dos muitos exemplos de falsas doutrinas que Babilônia tem divulgado ao redor do mundo! Mas você já observou algo curioso no texto? Babilônia não está sozinha!!! Ela tem igrejas filhas! Observe: "Na sua fronte está escrito um nome, mistério: BABILÔNIA, A GRANDE, A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA." Apocalipse 17:5. A Igreja Romana é a Igreja-mãe; dela são provenientes as Igrejas protestantes que, de um jeito ou de outro, têm preservado parte dos equívocos doutrinários do Catolicismo. Tanto é isso verdade, que a despeito da total ausência de fundamentação bíblica para a observância do Domingo, as Igrejas da Reforma têm se curvado a essa instituição papal! Essas Igrejas saíram de Roma! E talvez poderíamos até mesmo dizer: AMÉM!!! Mas, que pena! Saíram sim, mas saíram embriagadas com as falsas idéias da Igreja-mãe! Destarte, as Igrejas protestantes também fazem parte da família de Babilônia!

       Existem alguns detalhes em Apocalipse 17 que ainda são alvo de muita discussão nos meios teológicos! Nesses pontos, este estudo vai se limitar a fornecer algumas das interpretações sugeridas por estudiosos das profecias:

       1. "A besta que viste, era e não é, está para emergir do abismo, e caminha para a destruição." Apocalipse 17:8. Basicamente são duas as sugestões sobre o tema. Alguns crêem que a fase em que a besta "era" é o período em que o Império Romano controlava o mundo; para outros é o período de supremacia papal. A fase em que a besta "não é" é identificada com o período que vai da queda de Roma ao soerguimento do Papado; outros vêem aí uma referência ao período em que a besta sofre os efeitos da ferida mortal. E, por fim, alguns entendem que a terceira fase se aplica ao período de supremacia papal; outros já visualizam aí o período que se segue à cura da ferida de morte, com o restabelecimento do Papado.

       2. "Aqui está o sentido, que tem sabedoria: As sete cabeças são sete montes, nos quais a mulher está sentada. São também sete reis, dos quais caíram cinco, um existe, outro ainda não chegou; e, quando chegar, tem de durar pouco. E a besta que viste que era e não é, também é ele, o oitavo rei, e procede dos sete, e caminha para a destruição." Apocalipse 17:9-11. As interpretações geralmente propostas para os sete reis são as seguintes:

A) Formas de governo de Roma:

1º)Realeza;

2º)Consulado;

3º)Decenvirato;

4º)Ditadura;

5º)Triunvirato;

6º)Império;

7º)Ou o Exarcado de Ravena, ou Roma Papal.

B) Poderios Mundiais desde o Egito:

1º) Egito;

2º) Assíria;

3º) Babilônia;

4º) Medo-Pérsia;

5º) Macedônia;

6º)Roma Imperial;

7º) Roma Papal.

C) Poderios Mundiais desde Babilônia:

1º) Babilônia;

2º) Medo-Pérsia;

3º) Macedônia;

4º) Roma Imperial;

5º) Roma Papal;

6º) França Revolucionária;

7º) Estados Unidos.

D) Poderios Mundiais desde a Babilônia, mas excluindo França e Estados Unidos:

1º) Babilônia;

2º) Medo-Pérsia;

3º, 4º e 5º) Três das divisões do Império Grego;

6º) Pérgamo, sendo incorporada por Roma Imperial;

7º) Papado.

 

       Quanto à identidade do oitavo rei é quase unânime a visão dos estudiosos de que se trata de uma alusão a Roma Papal restaurada ou à Confederação Mundial que futuramente vai se formar para lutar contra Cristo e Seu povo.

       Mas, deixando de lado as partes ainda não tão claras da profecia, vejamos qual é a mensagem que Deus dirige aos que ainda estão em Babilônia: "Depois destas coisas vi descer do céu outro anjo, que tinha grande autoridade, e a terra se iluminou com a sua glória. Então exclamou com potente voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, covil de toda espécie de espírito imundo e esconderijo de todo gênero de ave imunda e detestável, pois todas as nações têm bebido do vinho do furor da sua prostituição. Com ela se prostituíram os reis da terra. Também os mercadores da terra se enriqueceram à custa da sua luxúria. Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela, povo Meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos." Apocalipse 18:1-4. É isso mesmo, prezado leitor!!! A grande Babilônia é composta pela Igreja Romana, pelo Protestantismo e por todo tipo de falsa religião! Deus está dirigindo um maravilhoso convite a toda humanidade: Retirem-se de Babilônia, diz Ele! Por que não atender ao terno convite do Senhor? Hoje mesmo Ele está falando ao seu coração! E o que diz a Palavra de Deus? "Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais os vossos corações como foi na provocação." Hebreus 3:15. Não poderia haver convite mais urgente e comovedor!!! Aceite-O hoje mesmo como Seu Salvador pessoal, entregue sua vida a Ele e afaste-se de toda e qualquer forma de falsa religião!

Que Deus o abençoe a tomar essa decisão! Amém!

 

RETORNAR